Janaína guerreira da causa brasileira (impeachment ponto a ponto)

janaina_02
Advogada rebate acusação de que Cunha teve influência no processo de impeachment. Janaína afirmou que ‘sofreu’ muito por apresentar denúncia contra uma mulher e chorou ao fim do discurso.

A advogada de acusação Janaína Paschoal rebateu nesta terça-feira, durante a sessão de julgamento final do impeachment, as acusações de que a denúncia do impeachment teve influência do ex-presidente da Câmara, o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Janaína disse que “sofreu” muito por ter que apresentar uma denúncia contra uma mulher, a presidente afastada Dilma Rousseff. Ao fim do discurso, ficou emocionada, quando pediu desculpas a Dilma por “ter lhe causado sofrimento”.

— Nossa denúncia tinha três pilares: petrolão, pedaladas, decretos. Se ela tivesse sido feito sob a égide de Eduardo Cunha… O senhor Eduardo Cunha afastou tudo sobre petrolão, sobre 2015. Essa coisa que ele editou a peça é inovação. Por um lado, entende que o presidente da Câmara não tem legitimidade, mas à decisão primeira eles se apegam com unhas e dentes. Ora: ou bem o homem tem legitimidade, ou bem ele não tem legitimidade. Não dá para compreender ele ser a expressão do golpe e depois a expressão da legalidade — disse Janaína.

A advogada de acusação rebateu argumentos de aliados de Dilma de que houve vários conluios nesse caso, como de Cunha com a oposição a Dilma, entre outras.

— Se alguém está fazendo algum tipo de composição nesse processo é Deus. Foi Deus quem fez várias pessoas, na sua competência, percebessem o que estava acontecendo com nosso país e conferissem coragem para se levantar e fazer alguma coisa.

Janína afirmou ainda que sempre defendeu que delações envolvendo a presidente afastada fossem incluídas no processo.

— O Senado é tão soberano que tem o direito e o dever da denúncia na íntegra, inclusive fatos posteriores. Sempre foi possível trazer para este processo todas as delações. Que venham as gravações.

CHORO 
No fim do discurso, Janaína Paschoal se emocionou ao citar Dilma, afirmando que fez o certo ao apresentar sua denúncia, mas que sabia o “sofrimento” da petista.

— Finalizo pedindo desculpas à presidente não por ter feito o que fiz, mas sei que a situação dela não está sendo fácil e que penso que ela ela compreenda que fiz isso pensando nos netos dela.

E fez várias críticas ao PT.
Ela disse que teria apresentado o pedido de impeachment mesmo que o presidente fosse um homem.

— Ao trazer esse pleito de afastamento da senhora para o Congresso, estou renovando a confiança que tenho nessa Casa. Prefiro em falar em República O pior é continuar fingindo que nada está acontecendo. Sofri mais do que sofreria em outras situações pelo fato de a presidente da República ser mulher. Muito me doeu ao constatar que seria eu a apresentar a denúncia, muito refleti, e concluí que ninguém poderia ser perseguido ou protegido por ser mulher. Fosse a presidente um homem, pediria o impedimento — disse Janaína.

ATAQUES AO PT
A advogada focou sua explanação em criticar o PT. Ela disse que o modo de o PT operar é com a mentira e a enganação. E disse que eles “mentem tão bem” que as pessoas acabam acreditando.

— Eles mentem tão bem, são tão competentes no marketing, que a gente acredita. Até quem está ao meu lado afirma que a perícia questiona se a perícia foi favorável à acusação — disse ela, acrescentando:

— O modo PT de ser é esse, é a enganação, que nega a realidade dos fatos.

Janaína afirmou que o partido teria mesmo que ser contra esse processo de impeachment.
— O PT tem que ser contra esse processo. Eles votaram contra a Constituição. E esse processo está lastreado na Constituição. Eles foram conta a Lei de Responsabilidade Fiscal. E esse processo também está lastreado na Lei de Responsabilidade Fiscal. É quase natural que achem incoerente esse processo — disse na tribuna do Senado.

A advogada afirmou que é “inadmissível o que o PT está fazendo com o Brasil”.
— Não posso me curvar a vontade totalitária da defesa, como a do partido, que se diz dos trabalhadores. Isso que o PT está fazendo com nosso país é inadmissível. Age com tamanha naturalidade que até nós, cidadãos comuns, acabamos nos acostumando com o ilícito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *