ECOLÓGICO – ÔNIBUS HÍBRIDO ENTRA EM OPERAÇÃO SEGUNDA-FEIRA

onibus_hibrido
Veículo em teste vai fazer a linha Juvevê / Água Verde. Pode operar 100% elétrico ou híbrido de diesel e elétrico.

Um ônibus híbrido – alimentado a diesel e a energia elétrica – vai começar a entrar em operação segunda-feira (15), na linha Juvevê / Água Verde. O HibriPlug, como é chamado, tem consumo de diesel e emissão de poluentes até 75% menores do que um similar movido somente a diesel e começa a entrar em operação às 5h, como as demais linhas da cidade.

O ônibus será testado durante seis meses, sem qualquer custo para a cidade, graças a uma parceria firmada pelo Município com o governo sueco, universidades locais, Siemens e empresas do transporte coletivo. O HibriPlug é a segunda geração de ônibus de baixa ou zero emissões de poluentes desenvolvidos pela Volvo. Já operam em Curitiba dois modelos da primeira geração – o híbrido padron e o híbrido articulado, que está sendo testado desde abril.

Dois combustíveis
Como seus antecessores, o HibriPlug também funciona com dois motores, um elétrico e outro a combustível – podendo operar em modo 100% elétrico em áreas definidas (período em que não emite poluentes e é totalmente silencioso), e em modo híbrido em qualquer parte do percurso.

Ao contrário dos outros modelos, no entanto, este híbrido precisa ser carregado numa estação fixa que, neste caso, foi instalada na pracinha que fica na confluência da Rua dos Funcionários com a Menezes Dória, no bairro Juvevê, ponto final da Linha Juvevê-Água Verde. A estação foi desenvolvida pela Siemens.

O tempo total de recarga é de apenas seis minutos e a bateria tem autonomia de oito a dez quilômetros. Quando a autonomia do veículo no modo 100% acaba, ele entra no modo híbrido, em que o motor a diesel e o elétrico trabalham de forma paralela.

Recarrega pela frenagens
Além de receber as recargas rápidas nas estações, a bateria do ônibus também é carregada com a energia regenerada pelas frenagens do veículo, assim como acontece como os modelos Hibribus e Hibriplus, já em circulação em Curitiba.

A linha escolhida, que transporta 2,2 mil passageiros por dia, tem um trajeto de 11,2 quilômetros. Como a autonomia da bateria é de até 10 quilômetros, parte do trajeto será feita com o motor a combustível.

A ideia é avaliar o desempenho nas duas modalidades. A linha foi escolhida por passar pela região central, onde normalmente há maior índice de emissões de resíduos, já que os ônibus param e arrancam mais vezes. Assim, nessa área, o ônibus se deslocará com o motor elétrico em funcionamento.

Na mesma linha Juvevê/Água Verde – portanto nas mesmas condições de operação – vão circular um modelo Hibribus (elétrico + combustível) e um ônibus a diesel padron. O objetivo é avaliar e comparar a performance de cada um dos modelos em consumo de combustível, redução de emissões, eficiência energética e custo operacional. Esse monitoramento será feito on-line, por meio de um sistema fornecido pela Ericsson e que será instalado no Centro de Controle Operacional (CCO), na Urbs.

O HibriPlug tem capacidade para 90 passageiros, acessibilidade e wi fi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *