Cachorro louco bolivariano apedreja e vandaliza sede do PMDB do Paraná

protesto_curitiba
A nova tática dos ativistas contra o impeachment da ex-presidente Dilma, muito assemelhada ao comportamento dos trombadinhas que se juntam para delinquir, atingiu o diretório estadual do partido presidido no Paraná pelo aliado dos petistas, senador Roberto Requião.

Portal Bem Paraná (05.9.2016).

“Arrastão” de vandalismo na Vicente Machado. Manifestantes contra o presidente Michel Temer (PMDB) fizeram um verdadeiro “arrastão” na Avenida Vicente Machado nna noite deste domingo (4). Eles destruíram parte da sede do PMDB estadual com pichações e pedradas e mais alguns carros que estavam ali na frente. Na mesma rua, também depredaram com pedras o bar +55 na mesma rua e continuaram a avançar. Jogaram pedras no Banco Itaú e até mesmo na sede do Tribunal Regional do Trabalho. Os manifestantes também soltaram bombas.

Os atos de vandalismos aconteceram durante protesto que começou na Praça 19 de Dezembro, seguiu para a Praça Espanha e voltou para a Boca Maldita. A tropa de choque da Polícia Militar chegou a ser chamada, mas não chegou a atuar. Os cerca de 3 mil participantes, segundo os organizadores, dispersaram na Boca Maldita, onde os organizadores anunciaram o fim do protesto e prometeram “mais”. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar, ninguém foi detido.

O que prometia ser apenas mais uma manifestação contra o presidente Michel Temer, começou tímida na Praça 19 de Dezembro, no Centro de Curitiba. Os manifestantes decidiram ir para a Avenida Batel e depois para a Praça Espanha. Foi quando passaram na frente da sede do PMDB e o vandalismo explodiu.O evento no Facebook com o nome Fora Temer! Não tem Arrego contava 2.500 confirmações e 2.700 interessados. Para o mesmo horário está marcada o evento Avante | Levante feminista contra Temer, que conta com 527 confirmações. Segundo a sala de imprensa da Polícia Militar do Paraná, a corporação vai acompanhar o protesto para garantir a segurança.

“No dia 31, iniciamos essa nova fase de lutas em Curitiba. A RESISTENCIA POPULAR IRÁ INCOMODAR OS PODEROSOS! Lavamos a alma e nos revigoramos, foram milhares de pessoas nas ruas, a juventude estava em PESO. A combatividade volta a reinar na republiqueta de Curitiba. Não iremos parar, o título já diz tudo. NÃO TEM ARREGO”, diz o texto do evento. A avaliação do governo do presidente Temer (PMDB) como “ótimo” e “bom” varia de 8% a 19% nas capitais, segundo pesquisas Ibope realizadas nesta semana e na semana passada.

A maior parte dos levantamentos foi feita antes do impeachment de Dilma Rousseff, quando Temer ainda ocupava o cargo interinamente. Em Curitiba, apenas 15% dos entrevistados aprovam a administração de Temer, ou seja, consideram boa ou ótima. Outros 33% dos curitibanos acham a administração do presidente regular e 41%, ruim ou péssima. O maor índice de aprovação à administração de Temer é registrado em Manaus: 19% a classificam como ótima ou boa. Já em Salvador e em Aracaju, 8% dos eleitores classificam sua gestão como ótima ou boa – o menor índice entre todas as cidades.

Salvador também é a capital com a maior reprovação à administração de Temer: 53% dizem que seu governo é “ruim” ou “péssimo”. Todas têm nível de confiança de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. Elas estão registradas nos TREs (tribunais regionais eleitorais) e no TSE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *